Olha o Peixe!

peixeolha@hotmail.com                          (41) 99152 - 0391

CNPJ 314.992.90/0001-93

Alameda da Praia - 36, Pontal do Sul - Pontal do Paraná - PR

As datas e locais de entrega dos nossos pescados são combinadas individualmente com cada cliente, após contato. A Olha o Peixe é responsável pelos custos de transporte dos pedidos.

Não reembolsamos pedidos cancelados após a compra com nossos fornecedores.

Nossos Pescados

O litoral do Paraná apresenta rica diversidade de espécies de pescados não-ameaçados de extinção que podem ser comercializados, com ótima qualidade para consumo e preços acessíveis. Confira abaixo as que te oferecemos:

Atunzinho (Bonito)

Nome científico: Sarda sarda, Katsuwonus pelamis e Auxis thazard

Capturado: Principalmente em cerco com rede alta

Usos: carne semelhante ao atum maior, utilizado principalmente na comida japonesa e assado

Betara

Nome científico: Menticirrhus americanus e Menticirrhus littoralis

Capturado: Principalmente no fundeio e caceio com rede baixa

Usos: características muito parecidas com a Pescadinha, ótima para ser consumida em filé

Clariana

Nome científico: Paralonchurus brasiliensis

Capturado: Principalmente no caceio de rede baixa e no arrasto

Usos: ótimo sabor de carne, mas com espinhos pequenos. Recomenda fazer frita empanada, como isca de peixe.

Ostra

Nome científico: Crassostrea spp.

Produção: Criada no Salto do Parati-PR e purificada em depuradora em Guaratuba.

Usos: Pescado muito apreciado na culinária tanto fresca e in natura quanto gratinada no forno.

Pescada-amarela

Nome científico: Cynoscion acoupa

Capturado: Principalmente com rede baixa

Usos: um peixe nobre e pouco frequente, de alto valor comercial e muito apreciado tanto em filé como inteiro

Salteira (Guaivira)

Nome científico: Oligoplites saliens

Capturado: Principalmente no cerco com rede alta

Usos: muito comum no verão do Paraná, de ótimo sabor para ser grelhada inteira, somente com sal e limão (à caiçara)

Bagre

Nome científico: Cathorops spixii, Genidens barbus e Bagre bagre

Capturado: Principalmente em fundeio com rede baixa

Usos: o caldo de bagre cozido é um prato muito tradicional na culinária caiçara

Camarão 7 Barbas

Nome científico: Xiphopenaeus kroyeri

Capturado: Rede de arrasto

Usos: muito usado para risotos e molhos, com valor mais acessível e tamanho menos que o camarão branco

Linguado

Nome científico: Paralichthys isosceles e Syacium papillosum

Capturado: Principalmente no fundeio de 'malhão' (rede baixa)

Usos: um peixe de carne muito apreciada e com maior valor comercial, principalmente consumido em filé

Peixe-galo

Nome científico: Selene setapinnis e Selene vomer

Capturado: Principalmente com rede alta e rede baixa

Usos: consumido principalmente inteiro ou em postas, é uma espécie pouco conhecida do público

Pescada-branca

Nome científico: Cynoscion leiarchus

Capturado: Principalmente com rede baixa

Usos: espécie tradicional em restaurantes como filé, assim como as demais pescadas.

Sororoca (Cavala)

Nome científico: Scomberomorus brasiliensis

Capturado: Principalmente no cerco com rede alta

Usos: uma das principais espécies no Paraná, de couro e ótimo sabor, consumida inteira, postas ou filé

Bembeca (Pescadinha)

Nome científico: Macrodon ancylodon

Capturado: Principalmente no fundeio e caceio com rede baixa

Usos: espécie abundante todo o ano, com carne de sabor suave e muito apreciada tanto frita, como assada ou cozida em moquecas, por exemplo

Camarão Branco

Nome científico: Litopenaeus schmitti

Capturado:Principalmente no caceio e 'caracol'

Usos: mais utilizado para ser feito frito, à provençal, à milanesa ou ao bafo por ser de tamanho maior que o 7 barbas

Paru

Nome científico: Chaetodipterus faber

Capturado: Principalmente no fundeio de 'malhão' (rede baixa)

Usos: espécie de ótimo sabor e valor acessível, consumido tanto em filé quanto em posta ou inteiro, para ser grelhado

Peixe-porco

Nome científico: Balistes capriscus

Capturado: Principalmente com linha de mão e molinete

Usos: de excelente sabor e valor acessível, é consumido com mais frequência inteiro (sem couro e cabeça)

Robalo

Nome científico: Centropomus undecimalis e Centropomus parallelus

Capturado: Principalmente com rede baixa no fundeio

Usos: peixe nobre e de alto valor comercial, também muito utilizado na culinária japonesa como carne branca

Tainha

Nome científico: Mugil liza

Capturado: Principalmente no cerco com rede alta

Usos: muito consumida no inverno e com valorização da sua ova, utilizada para o preparo de farofa. Preparada inteira.

A Olha o Peixe tem grande atenção com a qualidade dos seus pescados e o impacto ambiental das pescarias, por isso busca incentivar técnicas de pescaria mais seletivas, respeito à legislação ambiental (espécies ameaçadas de extinção, períodos de defeso e restrições de petrechos de pesca).

Abaixo, confira o calendário das safras das espécies (azul), assim como os seus períodos de proibição de captura (vermelho):